Saiba tudo sobre o parcelamento da fatura do seu cartão de crédito!

  • Post author:
  • Post last modified:07/05/2020
  • Reading time:6 mins read

Usar um cartão de crédito para fazer as compras é muito bom. Mas é necessário tomar cuidado para que ele não se torne um vilão das finanças. E é por isso que muitas vezes é melhor fazer parcelamento cartão de crédito do que pagar o mínimo da fatura..

Anúncio

Está em busca de saber mais sobre esse parcelamento? É só continuar conosco que a seguir você vai saber tudo o que precisa antes de escolher essa opção.

Evite a inadimplência com o cartão

O cartão de crédito é uma excelente forma de pagamento. Isso porque com ele você pode fazer suas compras em milhares de estabelecimentos podendo pagar em uma data fatura. Além disso, ele também permite o pagamento parcelado das suas compras.

Mas para usufruir sempre dos benefícios desse cartão é importante manter o pagamento da sua fatura sempre em dia. Além disso, você deve sempre pagar o valor total dela, para evitar altas taxas de juros e multa, e para conseguir manter um bom planejamento financeiro.

No entanto, quando você não tem condições de pagar todo o valor, você tem duas opções. Uma é pagar o mínimo da fatura, outra é fazer o parcelamento cartão de crédito. E para saber qual é a melhor, abaixo vou explicar sobre elas. Confira!

O que é pagar o mínimo do cartão?

Quando a fatura do cartão de crédito fecha é comum que nela venha o valor total a ser pago e o valor mínimo que você pode pagar. E quando a situação financeira aperta, é comum que muitas pessoas fiquem atraídas por esse mínimo, visto que ele é bem abaixo da fatura.

No entanto, antes de realizar esse pagamento é preciso ter cuidado. Isso porque você vai entrar para o juros rotativo, que é conhecido como um dos mais altos do mercado, sendo que ele pode passar de 400% ao ano. Devido a essa taxa alta você pode dobrar sua dívida.

Com essa linha de crédito você roda automaticamente o valor que não foi pago da fatura para frente e aumenta muito o valor que deve.

Devido ao grande endividamento que esse tipo de crédito estava trazendo, o Banco Central determinou uma mudança na prática, fazendo com que o cliente não possa mais fazer o pagamento mínimo da fatura por muitos meses, sendo obrigado a optar pelo parcelamento posteriormente.

O que é o parcelamento cartão de crédito?

A outra opção disponível para quem não pode pagar a fatura total do cartão é fazer o parcelamento dela. Neste caso, embora também seja cobrada uma taxa de juros, ela é menor que a do rotativo.

O parcelamento consiste em você pagar um valor que está entre o mínimo e o valor total da fatura. É um acordo que você faz com o banco, assim não paga o valor todo em um mês, mas vai pagar aos poucos nas próximas faturas.

A fim de facilitar esse tipo de transação, o Banco Central possui algumas regras específicas e conhecê-las é fundamental antes de optar pelo parcelamento.

Regras do parcelamento cartão de crédito

Ao optar pelo parcelamento da fatura é necessário que o cliente tenha em mente quanto ele pode pagar e em quantas parcelas deseja efetuar o pagamento dessa fatura, porque tudo isso é pré-definido na hora de fazer o acertar o contrato.

Os valores das parcelas feitas nesse acordo vem acrescentado ao valor da fatura dos meses seguintes. E é por isso que você precisa estar atento para que no próximo mês consiga pagar tudo.

São cobrados juros e IOF do parcelamento da fatura. E é comum que esses juros variem conforme o número de parcelas, por isso o indicado é que você tente fazer o mínimo de parcelas possível.

O banco pode fazer o parcelamento automático?

Sim, após algumas mudanças a pessoa não pode mais fazer a solicitação do crédito rotativo inúmeras vezes. E é por isso que após o cliente usar o rotativo e não conseguir pagar a fatura total do cartão, o banco pode fazer o parcelamento cartão de crédito de forma automática. Mas só é válido se esse acordo estiver no contrato.

Além disso, você deve ficar atento a algumas regras. Isso porque as condições do parcelamento precisam ser melhores do que as condições do juros rotativo e a instituição precisa deixar todas as informações que o cliente precisa de forma clara.

Por isso, caso o seu banco faça o parcelamento automático, o ideal é que você analise todos os detalhes da transação e se notar algo que infringe essas regras, entre em contato com o banco para negociar.

Vale a pena fazer o parcelamento cartão de crédito?

Pronto, agora que você já sabe tudo sobre o parcelamento da fatura e o pagamento mínimo dela é hora de decidir o que vale a pena. Como já falamos no início do artigo, a melhor opção é você tentar pagar a fatura do cartão sempre em dia e em seu valor total.

No entanto, quando isso não for possível, o ideal é que você opte pelo parcelamento e não pelo crédito rotativo, porque as taxas dele são menores.

Mas antes de fechar a proposta você deve analisar se ela é realmente vantajosa. E também deve analisar o prazo que deseja pagar a fatura e se o valor das parcelas não vai comprometer seu orçamento. Não adianta você parcelar a fatura com uma parcela alta e no mês seguinte não conseguir fazer o pagamento total dela.

IOF zerado durante pandemia do coronavírus

Devido a pandemia causada pelo COVID-19 várias operações bancárias sofreram transformações e com isso o IOF sobre operações de crédito foi zerado a partir de Abril. A duração dessa taxa zero vai ser de três meses, que consiste nos piores meses da pandemia, em que grande parte da população está isolada.

Durante esse período esse imposto não vai ser cobrado em empréstimos, financiamentos, crédito rotativo etc. o que faz com que esses serviços fiquem com taxas menores.

Essa medida foi tomada para tentar aliviar o impacto financeiro que os brasileiros estão tendo devido a pandemia.

Ainda tem dúvidas sobre parcelamento cartão de crédito? Deixe um comentário!