Seguro Compreensivo – O que é e quais seus prós e contras?

JR/ junho 27, 2019/ Finanças/ 0 comments

Uma das maiores questões sobre seguro de carro e que antigamente ele se tornava extremamente complexo e desagradável de ser acionado porque era necessário fazer uma série de seguros associados para conseguir proteger seu carro dos mais variados tipos de dano.

Imagine a quantidade de problemas que essas apólices não causavam juntas, por isso mesmo as seguradoras criam o chamado seguro compreensivo, que traz uma série de vantagens e diferenciais bem interessantes em relação a isso.

Continue conosco para entender o que exatamente é um seguro compreensivo, quais seus prós e contras e quais são os momentos e clientes que devem usar esse tipo de seguro preferencialmente.

O que é o seguro compreensivo e como ele mudou a forma de vender seguros?

O seguro compreensivo é uma apólice extremamente interessante para pessoas que não querem complicação e estão dispostas a pagar um pouco mais pelo seu seguro. Ele engloba uma série de proteções básicas, facilitadas em uma única apólice. Isso faz com que a contratação e o entendimento das coberturas do seguro seja muito mais fácil.

Esse tipo de apólice  inclusive passou a ser a mais comum a ser ofertada pelas seguradoras, exatamente pela facilidade da compreensão dos seus pormenores e porque ela é também um bom negócio para os corretores Isso, basicamente, significa que o seguro compreensivo facilitou a vida de todos os envolvidos e melhorou muito o ramo!

O seguro compreensivo cobre tudo? Entenda as coberturas adicionais

Apesar de ser muito mais abrangente do que as apólices anteriores, o seguro compreensivo não cobre todas as adversidades que podem acontecer com o seu carro, sendo que o exemplo mais comum são os seguros de vidros e pára danos a terceiros.

Isso significa basicamente, que você precisa contratar essas garantias estendidas como coberturas extras, que são associadas ao seu contrato e então passam a valer de forma mais geral.

Esse tipo de cobertura extra oferecida no seguro compreensivo faz com que ele ganhe uma capacidade de adaptar-se à sua necessidade de forma bem interessante, já que a maioria dos seguros compreensivos acaba trazendo as coberturas principais.

O contraponto desse tipo de seguro, obviamente, é que ele pode acabar ficando mais caro. O investimento em seguro é algo que muitas pessoas consideram como tolice, mas apenas que conseguiu o amparo em uma situação de extrema dificuldade sabe o quanto a ajuda de um seguro pode ser indispensável.

O risco dos seguros não compreensíveis!

Como algumas pessoas precisam de um seguro que caiba melhor em seus orçamentos acabam pedindo para que algumas das proteções ditas como básicas sejam retiradas de suas apólices. Isso faz com que essa apólice passe a ser não compreensiva.

Apólices não compreensivas são uma forma de basicamente “jogar com a sorte”. Você basicamente está apostando que determinados danos não vão acontecer com seu veículo, e se eles acontecerem, a seguradora não vai cobrir o prejuízo.

Alguns consideram uma ideia interessante, mas sinceramente, dependendo do modelo do veículo e do seu grau de necessidade dele, pode ser uma péssima ideia.

É indispensável ouvir a voz da experiência, que nesse caso é o corretor de seguros da sua confiança. Se você não tem essa relação com seu corretor, busque uma pessoa que consiga ser sincera com você e entregue o melhor custo benefício às suas necessidades, já que o seguro é um contrato de confiança e ter um corretor ajuda muito em diversos momentos.

Não perca a chance de entender mais sobre seguros, educação financeira e investimentos aqui no Jr Finanças! Vamos trazer dicas, tutoriais e outros conteúdos de interesse de qualquer pessoa interessada em mudar a sua relação com o dinheiro!

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*