Restituição imposto de renda vai ser adiantada em 2020!

Anúncios

A declaração do imposto de renda está se popularizando cada vez mais e é por isso que o número de declarantes cada ano está sendo maior. E como ela é obrigatória é importante que todas as pessoas saibam como funciona e o que é a restituição do imposto de renda.

E se você ainda tem essas dúvidas, esse artigo é para você. Continue conosco e veja a seguir tudo o que você precisa saber para ficar por dentro de todas as novidades que ele vai te trazer.

O que é declaração de imposto de renda?

A declaração do imposto de renda consiste em uma declaração anual onde todos os cidadãos aptos devem declarar seus rendimentos do ano anterior. É comum que essa declaração esteja disponível para envio nos meses de março e abril. No entanto, neste ano de 2020, devido a pandemia causada pelo coronavírus, a data de envio da declaração foi adiada.

Nesta declaração é necessário constar todos rendimentos tributáveis do ano anterior para enfrentar o leão. E se tudo não estiver certo, você pode ter sérios problemas.

O IR é separado entre pessoas físicas e jurídicas e cada um possui suas regras.

Imposto de renda é adiado

Como falamos acima, neste ano o imposto de renda foi adiado e por isso muitas pessoas tiveram o prazo maior para enviar a declaração. O prazo que inicialmente se encerraria no dia 30 de abril foi estendido por mais 60 dias e por isso vai até o dia 30 de junho.

Essa decisão foi tomada porque devido ao isolamento social ocasionado pelo coronavírus, milhares de pessoas tiveram dificuldade em reunir toda a papelada necessária para fazer a declaração anual do imposto.

No entanto, quem conseguir declarar a renda antes deve fazer, isso porque a restituição do imposto de renda vai ser primeiro para as pessoas que enviaram primeiro.

Primeiro lote da restituição vai começar a ser pago

Já nessa sexta-feira, dia 29, a Receita Federal vai pagar a primeira parte da restituição do imposto de renda e milhares de pessoas vão ser beneficiadas. O pagamento foi adiantado também por causa da pandemia, para tentar minimizar o impacto econômico na vida dos brasileiros.

O pagamento que sempre se iniciava em junho vai ser pago em abril, antes mesmo de encerrar o prazo para enviar o IRPF. E as pessoas que já enviaram a declaração podem fazer suas consultas no site da receita desde o último dia 22.

Outra novidade é em relação ao número de lotes para receber o dinheiro. Antes ele era pago em 7 lotes, agora foi reduzido para 5, a fim de aumentar o número de beneficiários em cada lote.

Os contemplados com o primeiro lote consiste em mais de 901.077 contribuintes, que são aqueles que fazem parte do grupo prioritário legal.

Onde consultar a situação da restituição?

Deseja saber quando vai receber a declaração do imposto de renda? Pois saiba que você pode consultar a situação dela com facilidade através do site da Receita Federal. Assim fica por dentro de tudo.

Na página da receita, ao acessar a aba e-CAC você pode acessar o extrato da sua declaração e saber se ela foi liberada ou se existe alguma inconsistência nos dados. Caso ela ainda esteja em processamento você deve aguardar mais um pouco.

Caso o status da sua declaração conste inconsistência é necessário você verificar quais são e fazer a autorregularização. Além disso, é necessário enviar a declaração retificadora.

Para facilitar o acesso dos contribuintes a declaração à Receita também disponibilizou um aplicativo que pode ser acessado com facilidade de tabletes e smartphones.

Até quando posso sacar a restituição?

Consultou e sua restituição está disponível, mas ainda não sabe até quando você pode sacar o seu valor? Pois saiba que você possui um longo prazo para isso, por isso não precisa ir correndo aos bancos.

O prazo de saque é de um ano, a contar a partir da data em que o valor é disponibilizado na conta.

Se o contribuinte não fizer o saque dentro desse período ele não perde o valor. É possível ainda solicitá-lo pela internet. No entanto é necessário preencher um formulário eletrônico com o pedido. Quem desejar pode ir diretamente ao e-CAC e acessar o serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

O que devo fazer se o valor não for credito?

Embora não seja comum, pode acontecer do valor da sua restituição de imposto de renda não ser creditado. Nesses casos é necessário entrar em contato para agendar o crédito em conta poupança ou conta corrente. É válido ressaltar que o valor pode ser depositado em qualquer banco. No entanto, a conta deve estar em seu nome.

Os telefones para contatos são os seguintes:

  • 4004 0001 para capitais e regiões metropolitanas

  • 0800 729 0001 para demais localidades

  • 0800 729 0088 para deficientes auditivos

Ou quem desejar pode ainda ir presencialmente a qualquer uma das agências do Banco do Brasil fazer a solicitação.

Devo mesmo fazer a declaração?

Muitas pessoas ficam em dúvida se realmente devem fazer a declaração. E isso vai depender se ela é ou não obrigada a declarar. Isso porque não são todas as pessoas que são obrigadas a comprovar seus rendimentos.

Quem é obrigado a declarar renda deve fazer isso todos os anos, porque do contrário corre o risco de ter problemas com a Receita Federal. Lembrando que sonegar imposto é crime e além de multa pode ter até reclusão.

Além disso, essas pessoas também devem ficar atentas ao prazo de envio para não ter problemas.

Já quem não é obrigado a declarar pode optar por fazer a declaração, porque ela é um comprovante de renda aceito em qualquer instituição bancária do país.

Também não podemos deixar de falar que ao fazer sua restituição, conforme a avaliação da receita você pode até mesmo ter direito a restituição do imposto de renda e receber um valor do governo. Em tempos de pandemia como o atual esse valor pode ajudar muito na renda familiar.

E se ainda ficou alguma dúvida deixe um comentário que vamos te responder assim que for possível.